Sem categoria

Resenha – Pax

Fala galera, tudo bom com vocês?

O post de hoje é a resenha de um livro super fofo, o livro da vez é o Pax, da autora Sara Pennypacker. O livro apesar de ter uma capa bem voltada para o publico infantil, nos trás uma historia linda, emocionante e tocante. Então vamos a resenha.

CAPA_Pax_GLivro: Pax
Autor: 
Sara Pennypacker
Páginas: 
288
Gênero: Ficção

Editora: 
Intrínseca
Nota: 
🍦🍦🍦🍦🍦

Sinopse – Peter e sua raposa Pax são inseparáveis desde que ele a resgatou, órfã, ainda filhote. Um dia, o inimaginável acontece: o pai do menino vai servir na guerra, e o obriga a devolver Pax à natureza. Ao chegar à distante casa do avô, onde passará a morar, Peter reconhece que não está onde deveria: seu verdadeiro lugar é ao lado de Pax. Movido por amor, lealdade e culpa, ele parte em uma jornada solitária de quase quinhentos quilômetros para reencontrar sua raposa, apesar da guerra que se aproxima. Enquanto isso, mesmo sem desistir de esperar por seu menino, Pax embarca em suas próprias aventuras e descobertas.

Alternando perspectivas para mostrar os caminhos paralelos dos dois personagens centrais, Pax expõe o desenvolvimento do menino em sua tentativa de enfrentar a ferocidade herdada pelo pai, enquanto a raposa, domesticada, segue o caminho contrário, explorando sua natureza selvagem. Um romance atemporal e para todas as idades, que aborda relações familiares, a relação do homem com o meio ambiente e os perigos que carregamos dentro de nós mesmos.

Pax emociona o leitor desde a primeira página. Um mundo repleto de sentimentos em que natureza e humanidade se encontram numa história que celebra a lealdade e o amor.


13606894_10154554555245579_3585461707965570926_n

A narrativa começa com a triste separação entre Peter e Pax, se animal de estimação que é uma raposa. O pai de peter é convocado para servir o país na guerra, e com isso Peter, terá que morar com o avó, e como a casa não é tão grande assim, e o avó não permite animais de estimação, Peter segue o conselho do pai, que lhe diz que é melhor devolver Pax a seu habitat natural. Com isso, Peter vai de carro até um certo ponto da floresta com seu pai, e solta entrega Pax a seu habitat natural. De inicio a raposa que era muito apegada a Peter, fica sem entender o que aconteceu, e se vê desesperada em meio aquela floresta.

Não preciso nem dizer que, logo o arrependimento bate, e Peter se vê perdido em meio a toda aquela falta que o seu animal de estimação esta fazendo. Logo Peter resolve que, precisa ir atrás de Pax, e tentar encontrar seu melhor amigo. A partir daí inicia-se uma aventura movida pelo amor e culpa, que Peter sente ao ter feito aquilo com seu melhor amigo.

A trama se desenvolve a partir desse ponto principal, onde Peter sai em busca de Pax, deixando pra trás um avó preocupado, mas que Peter não foca em outra coisa a não ser encontrar Pax. O livro é bem emocionante, meigo e lindo. Vemos o ponto de vista de Peter e também o de Pax, que perdido em meio a floresta, tenta a todo custo encontrar Peter.

13895377_10154629693270579_5298842488408830448_n


Então é isso pessoal, espero que vocês tenham gostado da resenha. Peço desculpas por ela ser tão pequena, mas creio eu que, se eu me alongasse demais falando sobre, perderia totalmente a magia de ler esse livro maravilhoso. Então. eu deixo no ar o enredo do livro e a curiosidade de como vai acabar essa história. Espero que você leiam, e se encantem tanto quanto eu. Beijos e até o próximo post.

Junior Cunha

Anúncios

Um comentário em “Resenha – Pax

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s