Sem categoria

Resenha – Enquanto Bela Dormia

contos de fadas

Oi Galera, tudo bom com vocês?

A Resenha de hoje é uma releitura de um famoso conto de fadas, conto esse que já li muitas versões, mas devo admitir que esta está entre as favoritas. Espero que gostem 🙂

enquantobeladormia_capaweb-200x300_q85_upscale


Livro: Enquanto Bela Dormia
Autor: Elizabeth Blackwell
Páginas: 368
Gênero: Romance
Editora: Arqueiro
Nota: 🍦🍦🍦🍦

Sinopse – Nos salões de um castelo, uma confidente leal guardou por muitos anos os segredos de uma rainha linda e melancólica, uma princesa que só queria ser livre e uma mulher que sonhava com a coroa. Esta é sua história.

Ambientada em meio ao luxo e às agruras de um reino medieval, esta releitura de A Bela Adormecida consegue ser fiel ao clássico ao mesmo tempo que constrói uma narrativa recheada de elementos contemporâneos. Nessa mescla, os dramas de seus personagens – um casal infértil, uma jovem que não aceita viver em uma redoma e uma família despedaçada pela inveja – tornam-se atemporais.

Quando a rainha Lenore não consegue engravidar, recorre aos supostos poderes mágicos da tia do rei, Millicent. Com sua ajuda, nasce Rosa, uma menina linda e saudável. No entanto, a alegria logo dá lugar às sombras: o rei expulsa de suas terras a tia arrogante, que então jura se vingar. Seu ódio se torna a maldição que ameaça a vida de Rosa. Assim, a menina cresce presa entre os muros do castelo, cercada dos cuidados dos pais e de Flora, a tia bondosa e dedicada do rei que encarna a fada boa do conto original.

Mas quando todas as tentativas de proteger Rosa falham, é Elise, a dama de companhia e confidente da princesa, sua única chance de se manter viva. E é pelos olhos dessa narradora improvável que conhecemos todos os personagens, nos surpreendemos com o destino de cada um e descobrimos que, quando se guia pelo amor – a magia mais poderosa do mundo –, qualquer pessoa é capaz de criar o próprio final feliz.


“Não sou o tipo de pessoa sobre quem se contam histórias. Os que têm origem humilde sofrem suas mágoas e comemoram seus triunfos sem serem notados pelos bardos e não deixam vestígios nas fábulas de sua época.” (p. 12)

Elise é a personagem coadjuvante em uma grande história, seu trabalho como criada pessoal da rainha lhe proporcionou uma visão única dos acontecimentos e é através de seu relato que acompanhamos os personagens mais centrais: um rei poderoso, uma rainha infértil, um par de tias: uma consumida pela ambição da coroa e outra por uma história de amor trágica e, no centro de tudo isso, uma criança que mesmo antes do seu nascimento já carregava as grandes expectativas de todo um reino.

“O horror do que realmente aconteceu perdeu-se, e não é de admirar. A verdade está longe de ser história de criança.” (p. 8)

enquanto.jpg

Como criada pessoal da rainha Lenore, Elise esteve presente no dia do batizado de Rosa onde Milicent, tia do rei Ranolf apareceu após ser banida e jogou uma maldição que seria motivo da insônia da rainha por todos os anos subsequentes. Todas as providências foram tomadas para proteger a princesa da morte anunciada que sua tia-avó previu tão enfaticamente, a rainha Lenore se desfaz em preocupações e noites mal dormidas, o rei Ranolf busca a guerra, e caça sua tia por todo o reino, e a princesa cresce cheia de mimos e cuidados que a enclausuram no castelo. E a margem de tudo isso há Elise e uma linha tênue que separa sua vida pessoal de sua vida como criada, para quem ama o trabalho que faz, como ela, abrir mão dele é um sacrifício que nem todos são capazes.

Uma história incrível, em um ritmo apaixonante e detalhista (talvez até demais). Longe do mundo cor de rosa dos contos de fadas, esta narrativa é de um realismo impressionante e inspirador, a autora conseguiu pegar uma história universalmente conhecida e a reescreveu de uma maneira única e incrível que nos faz até mesmo duvidar da versão da Disney que já conhecemos.

Déborah Regina

Anúncios

2 comentários em “Resenha – Enquanto Bela Dormia

  1. Que bacana!
    Nunca tive coragem de ler o conto original da Bela Adormecida porque dizem que, assim como todos os contos de fadas, ele tem um lado cruel e obscuro. Enfim… Essa história me chamou bastante atenção por ter detalhes além dos que todo mundo conhece!
    Linda resenha 😀

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s