Sem categoria

Top 3 livros vencedores do Pulitzer traduzidos para o Brasil.

pulitzer_front_logo

☆☆☆ Olá gente, hoje eu venho trazer para vocês um post sobre o prêmio Pulitzer, que é uma famosa premiação da literatura, jornalismo e outras categorias. Vou contar uma breve historia de como surgiu a premiação e falar um pouco de algumas dessas obras literárias de ficção que ganharam o prêmio e que tiveram suas obras traduzidas para o Brasil. ☆☆☆


☆☆☆ Historia…

   O Prêmio Pulitzer surgiu em Nova York no ano de 1917 por desejo de Joseph Pulitzer que foi jornalista e editor estadunidense, que a beira da sua morte, deixa uma boa quantia em dinheiro para construção de uma escola de jornalismo, onde parte desse dinheiro foi destinado a construção da escola e a outra parte deu inicio ao prêmio Pulitzer que busca premiar personalidades de diferentes áreas do jornalismo e da literatura que se destacaram ao longo do ano pelo seu trabalho. O Prêmio tem como objetivo principal encorajar e distinguir a excelência desses profissionais. O Prêmio é administrado pela Universidade de Colúmbia, e é anunciado sempre no mês de Abril, onde os indicados são escolhidos por uma banca independente. O prêmio é dividido em 21 categorias, sendo que em vinte delas os vencedores recebem um prêmio de 10 mil dólares em dinheiro e um certificado. Na categoria Serviço público de jornalismo, o ganhador ganha uma medalha de ouro, sendo este dado sempre a um jornal e não apenas a um individuo, mesmo que esse individuo seja citado. No Brasil temos o prêmio Esso (Premiação de jornalismo, apenas), que equivale ao Pulitzer americano.


☆☆☆ Top 3 obras que ganharam o prêmio e que foram traduzidas para o Brasil…

CCADrkhWIAMyKkGToda luz que não podemos ver – Anthony Doerr

   No ano de 2015 o ganhador da categoria Literatura Ficção foi o livro Toda luz que não podemos ver (All the Light We Cannot See by), do autor Anthony Doerr. No Brasil a obra chegou no inicio do ano de 2015, e desde então está sendo super falada e recebendo criticas positivas, tendo alguns comentarios do tipo:

“Vencedor do Pulitzer é épico que não se pode parar de ler – FolhaUol.com”

Sinopse – Marie-Laure vive em Paris, perto do Museu de História Natural, onde seu pai é o chaveiro responsável por cuidar de milhares de fechaduras. Quando a menina fica cega, aos seis anos, o pai constrói uma maquete em miniatura do bairro onde moram para que ela seja capaz de memorizar os caminhos. Na ocupação nazista em Paris, pai e filha fogem para a cidade de Saint-Malo e levam consigo o que talvez seja o mais valioso tesouro do museu. Em uma região de minas na Alemanha, o órfão Werner cresce com a irmã mais nova, encantado pelo rádio que certo dia encontram em uma pilha de lixo. Com a prática, acaba se tornando especialista no aparelho, talento que lhe vale uma vaga em uma escola nazista e, logo depois, uma missão especial: descobrir a fonte das transmissões de rádio responsáveis pela chegada dos Aliados na Normandia. Cada vez mais consciente dos custos humanos de seu trabalho, o rapaz é enviado então para Saint-Malo, onde seu caminho cruza o de Marie-Laure, enquanto ambos tentam sobreviver à Segunda Guerra Mundial. Uma história arrebatadora contada de forma fascinante. Com incrível habilidade para combinar lirismo e uma observação atenta dos horrores da guerra, o premiado autor Anthony Doerr constrói, em Toda luz que não podemos ver, um tocante romance sobre o que há além do mudo visível.


karinaqueroz.tempbr.net_o-pintassilgoO Pintassilgo – Donna Tartt

   No ano de 2014 o ganhador da categoria Literatura Ficção foi a a obra literária O pintassilgo (The Goldfinch) – da autora Donna Tartt. Lembro que essa obra foi traduzida a pouco mais de um ano aqui no Brasil e assim como o Toda luz que não podemos ver, recebeu varias criticas positivas e também negativas. Muitos dizem que essa obra nos permite entender mais sobre essa cultura que existe nos dias de hoje, onde adultos cada vez mais se apaixonam por obras literárias que eram consideradas infantis, como por exemplo Harry Potter.

Brilhante… Um romance glorioso, em que todos os talentos narrativos de Tartt convergem numa arrebatadora sinfonia; um livro que nos traz de volta o prazer de se passar a noite inteira lendo.” — Michiko Kakutani, The New York Times

Sinopse – Quando Theo Decker, nova-iorquino de treze anos, sobrevive milagrosamente a um acidente que mata sua mãe, o pai o abandona e a família de um amigo rico o adota. Desnorteado em seu novo e estranho apartamento na Park Avenue, perseguido por colegas de escola com os quais não consegue se comunicar e, acima de tudo, atormentado pela ausência da mãe, Theo se apega a uma lembrança poderosa de seu último momento ao lado dela: uma pequena, misteriosa e cativante pintura que acabará por arrastá-lo ao submundo da arte.
Já adulto, Theo circula com desenvoltura entre os salões nobres e o empoeirado labirinto da loja de antiguidades onde trabalha. Apaixonado e em transe, ele será lançado ao centro de uma perigosa conspiração.
O pintassilgo é uma hipnotizante história de perda, obsessão e sobrevivência, um triunfo da prosa contemporânea que explora com rara sensibilidade as cruéis maquinações do destino.


visita_cruel_tempoA visita Cruel o tempo – Jennifer Egan

   Em 2011 o ganhador dessa categoria foi a obra literaria A visita cruel do tempo (A visit from the Goon Squad) da autora Jennifer Egan. Essa obra literaria chamou atenção dos críticos brasileiros que chegaram a dizer que é dificil encontrar autores que conseguem manter uma linha de romance em um livro do inicio ao fim, então se o livro recebeu criticas desse nivel, com certeza não é uma obra qualquer. A autora já tem outras obras como O torreão – Olhe pra min –  e o mais recente Círculo invisivel, todos publicados pela editora Intrínseca.

Sinopse – Da São Francisco dos anos 1970 a uma Nova York vividamente imaginada em um futuro próximo, Jennifer Egan retrata as vidas entrelaçadas de homens e mulheres cujos desejos e ambições convergem e colidem à medida que a passagem do tempo, as mudanças culturais e as experiências de cada um defi nem e redefi nem suas identidades. Bennie Salazar, que foi punk na adolescência, encara a meia-idade como um produtor musical divorciado e desencantado com a vida. A competente e descolada assistente de Bennie, Sasha, mantém tudo sob controle — exceto a própria compulsão incontrolável por roubar. As diferentes e divergentes lembranças do passado desses personagens e seus devaneios sobre o presente armam o cenário para um ciclo de histórias sobre seus amigos, familiares, parceiros de negócios e amantes.

   Um amigo dos tempos do ensino médio recria o cenário musical louco e carregado de sexualidade da adolescência de Bennie e apresenta o rico e amoral executivo da indústria de entretenimento Lou Kline, que se torna mentor de Bennie e acaba enfrentando as consequências de sua indiferença em relação às necessidades de suas amantes, esposas e fi lhos. Scotty, guitarrista da extinta banda de Bennie, emerge de uma vida à margem da sociedade para confrontar o amigo em seu luxuoso escritório na Park Avenue, ao passo que a esposa ex-punk de Bennie, Stephanie, inicia sua ascensão no confortável subúrbio republicano onde vivem. Outras histórias exploram as experiências de Sasha e as pessoas que fi zeram parte de sua vida. Um tio sai em sua busca quando ela foge de casa aos dezessete anos e se dá conta de suas próprias desilusões e decepções ao tentar consolá-la. Seu namorado dos tempos da faculdade descreve uma noite de festa regada a drogas que termina de forma chocante. E sua fi lha de doze anos oferece uma brilhante contribuição em PowerPoint que apresenta a dinâmica familiar — incluindo descrições hilárias sobre a mãe, como “Mania chata nº 48” e “Por que papai não está”.

   Partindo de um olhar cáustico sobre os caminhos imprevisíveis da indústria musical e o vaivém das celebridades, passando por uma análise impiedosa do casamento e da família e uma visão provocante do futuro dos Estados Unidos, A visita cruel do tempo é um livro incômodo, empolgante e irresistível.


☆☆☆ Então é isso pessoal, espero que tenham gostado, porque particularmente acho super válido premiar grande autores que se destacam durante o ano com suas obras maravilhosas que nos fazem se apaixonar mais e mais por esse mundo literário. 

Beijos e Abraços.☆☆☆

As imagens foram retiradas diretamente da Internet.

☆☆☆ Junior Cunha ☆☆☆

Anúncios

6 comentários em “Top 3 livros vencedores do Pulitzer traduzidos para o Brasil.

  1. Ainda não li, mas está na minha lista de próximas aquisições. Na verdade estou querendo muito esse livro Toda luz que não podemos ver, pois me parece ser mais que perfeito ❤ Obrigado por ler e comentar a postagem.

    Ass: Junior C.

    Curtido por 1 pessoa

  2. O Pintassilgo eu já li e, apesar de ter sido uma leitura densa e lenta, gostei muito. Toda luz que não podemos ver está aqui, apenas esperando o momento certo para ser lido. E A Visita Cruel do Tempo eu quero ler também, mas sinto que não será num futuro próximo hehehe

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s