Resenha – A História de Nós Dois

 

Olá galera!

A resenha de hoje é do segundo romance de Dani Atkins, o primeiro já foi resenhado aqui no blog e você pode relembrar clicando Aqui. Este segundo não é continuação de Uma Curva no Tempo, são histórias completamente independentes e sem relação, espero que gostem:)


ahistoriadenosdois_capaweb-200x300_q85_upscaleLivro: A História de Nós Dois
Autor: 
Dani Atkins
Páginas: 
351
Gênero:
Romance/Drama
Editora: 
Arqueiro
Nota: 🍦🍦🍦🍦🍦

Sinopse: Emma tem 27 anos, é linda e inteligente e vive cercada de pessoas que ama. Prestes a se casar com Richard, seu namorado desde a época de escola, ela não poderia estar mais empolgada.

Mas o que deveria ser o momento mais feliz de sua vida de repente vira uma tragédia. Emma sofre um acidente e é salva por um estranho minutos antes que o carro em que ela viajava explodisse.

Abalada, ela decide adiar o casamento. E nesse meio-tempo descobre segredos que a fazem questionar as pessoas nas quais sempre confiara – a ponto de duvidar se deve se casar afinal.

Para complicar, ela se sente cada vez mais ligada a Jack, o homem que a salvou e que não sai da sua cabeça. Jack é lindo, gentil e divertido, de um jeito diferente de todos que ela já conheceu. Por outro lado, é Richard quem ela sempre amou…

Uma mulher, dois homens, tantos destinos possíveis. Como essa história vai terminar?


Ao sair de sua despedida de solteira, Emma sofre um acidente que causa a morte de uma de suas melhores amigas e um colapso nervoso na outra, e ela mesmo não morre por ter sido salva por um estranho que estava passando no momento.

“Eu ainda me arrastava para longe da vala, de quatro, quando as faíscas e os gases tiveram seu primeiro e fatal encontro. O carro de Caroline explodiu como se fosse uma bomba. (p. 26).”

Desde então Emma sente-se ligada a Jack (seu salvador) seria consequência de ele ter salvado sua vida? com uma mãe com Alzheimer, a morte de Amy, o casamento adiado e com a culpa consumindo Caroline desde o acidente, Emma passa por semanas conturbadas e Jack de uma forma ou de outra está sempre presente.

O acidente trouxe também uma pulga atrás da orelha de Emma, Amy antes de morrer expressou felicidade por Emma ter lhe perdoado, mas Emma não se lembra de nada que necessitasse perdão. Do que Amy estaria falando? Nesta jornada pela verdade oculta, Emma descobre que as pessoas que ama, talvez não seja quem ela pensou que fossem. Richard é o amor de sua vida, disso não há dúvidas, então de onde vem essa atração por Jack? E o mais importante: quando ela vai passar? e se não passar, sera que ela poderá abrir mão de tudo e a vida de Jack terá espaço para ela?

Tenho um carinho especial por Dani Atkins, pois foi o primeiro livro dela que eu resenhei aqui para o Blog. E eu não pude deixar de notar algumas semelhanças, pois, assim como seu primeiro livro, ela traz um acidente que muda toda a vida da personagem principal, um namoro da época da escola, amigas de infância, alguma doença com um parente próximo e um casamento iminente, além da morte de um personagem. Mas, apesar de todas as semelhanças não tive a sensação de estar relendo o primeiro livro. É uma história completamente diferente que possui a sua profundidade, suas próprias emoções e seu próprio desfecho.

Neste livro Dani alterna entre dois momentos: o momento do acidente e vários anos depois dele. No futuro Emma está se arrumando para um dia especial enquanto vai relembrando tudo o que aconteceu, e isso atiça a curiosidade do leitor. Emma esta se arrumando para o casamento? Com quem? Outro evento? Qual? com quem ele ficou? É intrigante o modo como a autora relaciona estes trechos e nos surpreende magnificamente como só ela é capaz de fazer.

 

Déborah Regina

Resenha – Enquanto Bela Dormia

contos de fadas

Oi Galera, tudo bom com vocês?

A Resenha de hoje é uma releitura de um famoso conto de fadas, conto esse que já li muitas versões, mas devo admitir que esta está entre as favoritas. Espero que gostem:)

enquantobeladormia_capaweb-200x300_q85_upscale


Livro: Enquanto Bela Dormia
Autor: Elizabeth Blackwell
Páginas: 368
Gênero: Romance
Editora: Arqueiro
Nota: 🍦🍦🍦🍦

Sinopse – Nos salões de um castelo, uma confidente leal guardou por muitos anos os segredos de uma rainha linda e melancólica, uma princesa que só queria ser livre e uma mulher que sonhava com a coroa. Esta é sua história.

Ambientada em meio ao luxo e às agruras de um reino medieval, esta releitura de A Bela Adormecida consegue ser fiel ao clássico ao mesmo tempo que constrói uma narrativa recheada de elementos contemporâneos. Nessa mescla, os dramas de seus personagens – um casal infértil, uma jovem que não aceita viver em uma redoma e uma família despedaçada pela inveja – tornam-se atemporais.

Quando a rainha Lenore não consegue engravidar, recorre aos supostos poderes mágicos da tia do rei, Millicent. Com sua ajuda, nasce Rosa, uma menina linda e saudável. No entanto, a alegria logo dá lugar às sombras: o rei expulsa de suas terras a tia arrogante, que então jura se vingar. Seu ódio se torna a maldição que ameaça a vida de Rosa. Assim, a menina cresce presa entre os muros do castelo, cercada dos cuidados dos pais e de Flora, a tia bondosa e dedicada do rei que encarna a fada boa do conto original.

Mas quando todas as tentativas de proteger Rosa falham, é Elise, a dama de companhia e confidente da princesa, sua única chance de se manter viva. E é pelos olhos dessa narradora improvável que conhecemos todos os personagens, nos surpreendemos com o destino de cada um e descobrimos que, quando se guia pelo amor – a magia mais poderosa do mundo –, qualquer pessoa é capaz de criar o próprio final feliz.


“Não sou o tipo de pessoa sobre quem se contam histórias. Os que têm origem humilde sofrem suas mágoas e comemoram seus triunfos sem serem notados pelos bardos e não deixam vestígios nas fábulas de sua época.” (p. 12)

Elise é a personagem coadjuvante em uma grande história, seu trabalho como criada pessoal da rainha lhe proporcionou uma visão única dos acontecimentos e é através de seu relato que acompanhamos os personagens mais centrais: um rei poderoso, uma rainha infértil, um par de tias: uma consumida pela ambição da coroa e outra por uma história de amor trágica e, no centro de tudo isso, uma criança que mesmo antes do seu nascimento já carregava as grandes expectativas de todo um reino.

“O horror do que realmente aconteceu perdeu-se, e não é de admirar. A verdade está longe de ser história de criança.” (p. 8)

enquanto.jpg

Como criada pessoal da rainha Lenore, Elise esteve presente no dia do batizado de Rosa onde Milicent, tia do rei Ranolf apareceu após ser banida e jogou uma maldição que seria motivo da insônia da rainha por todos os anos subsequentes. Todas as providências foram tomadas para proteger a princesa da morte anunciada que sua tia-avó previu tão enfaticamente, a rainha Lenore se desfaz em preocupações e noites mal dormidas, o rei Ranolf busca a guerra, e caça sua tia por todo o reino, e a princesa cresce cheia de mimos e cuidados que a enclausuram no castelo. E a margem de tudo isso há Elise e uma linha tênue que separa sua vida pessoal de sua vida como criada, para quem ama o trabalho que faz, como ela, abrir mão dele é um sacrifício que nem todos são capazes.

Uma história incrível, em um ritmo apaixonante e detalhista (talvez até demais). Longe do mundo cor de rosa dos contos de fadas, esta narrativa é de um realismo impressionante e inspirador, a autora conseguiu pegar uma história universalmente conhecida e a reescreveu de uma maneira única e incrível que nos faz até mesmo duvidar da versão da Disney que já conhecemos.

Déborah Regina

Resenha – Paixão Libertadora

Olá galera, a resenha de hoje é do livro Paixão Libertadora, segundo livro da trilogia escrita por Sophie Jackson (leia a resenha do primeiro livro aqui). Espero que gostem!!!

paixaolibertadora_capaweb-1-200x300_q85_upscale

Livro: Paixão Libertadora
Autor: Sophie Jackson
Páginas: 352
Gênero: Romance
Editora: Arqueiro
Nota: 🍦🍦🍦🍦

Sinopse  Max O’Hare já passou por muitos momentos difíceis na vida. Depois de perder um grande amor e ter que se internar numa clínica para se livrar das drogas, ele decide que é hora de trocar Nova York por uma cidade do interior, na tentativa de se reerguer ao lado da família.

É lá que ele conhece a deslumbrante Grace Brooks. Amante da arte e da fotografia, ela parece a mulher perfeita. Mas o que Max não sabe é que ela guarda a sete chaves a verdade sobre o próprio passado.

Atraídos um pelo outro, mas com medo das consequências que um relacionamento sério pode trazer a suas vidas já complicadas, eles fazem um pacto para que a relação seja apenas sexual, sem sentimentos envolvidos. Até que as coisas começam a mudar entre os dois…

Presos a grandes medos e a segredos profundos, Max e Grace precisam aprender a confiar de novo e se entregar um ao outro não apenas de corpo, mas também de alma.


Nesta bela continuação, conhecemos melhor Max O’Hare melhor amigo de Carter, ele já era perseguido pela perda de seu pai e perder Lizzie e seu filho Christopher só o desestabilizou ainda mais. Ao finalmente se descontrolar ele aceitou ajuda de seu amigo. Internado em uma clínica de reabilitação, Max é obrigado a enfrentar seus demônios, permanecer limpo do álcool e das drogas e assim caminhar para uma vida melhor. O desafio maior se apresenta ao sair da clínica. Como sobreviver novamente no mundo fora da clínica? Como resistir às tentações, como manter seu coração intacto para não sofrer mais ainda?  Ir para casa de Carter e perceber o quanto ele está feliz em seu relacionamento com Kat não foi melhor decisão ele decide então ir visitar um amigo do seu pai no interior.

Grace Brooks encontra no condado de Preston uma chance de se reinventar, de recomeçar após o turbilhão que foi seu último relacionamento e arrumar a casa que acabou de comprar e torna-la habitável é uma ótima maneira de se manter ocupada além de trabalhar a noite no bar da cidade. Grace e Max tem seus caminhos cruzados quando a empreiteira que está arrumando a casa de Grace é de Vince, com quem Max está passando um tempo. Os dois têm seus problemas e fantasmas, problemas em relacionamentos anteriores e dificuldade de confiar no sexo oposto. Eles podem não querer amor, mas há algo que os dois precisam e que podem conseguir, dentro dos termos certos.

“- Hipoteticamente falando, se você concordasse com isso, quais seriam os seus termos, Os seus limites?

– ‘isso’ seria a gente transar?

– sim (…)

– Nada de promessas, nada de expectativas (…) Desde que fique claro que somos amigos, nada mais. Nada de relacionamento, nada de amor, nada de merda nenhuma.” (p. 135)

Grace precisar redescobrir sua sexualidade e ganhar confiança e quem melhor para ajudar nisso do que Max, o cara misterioso, perigoso e super arredio quando se fala em relacionamento? Essa relação desperta algo que eles julgavam estar adormecido há muito tempo, Grace precisa fazer Max entender que amar não é errado e nem sempre é sinônimo de sofrer, mas é muito difícil tirar o fantasma de Lizzie da mente dele.

Sophie Jackson nos traz uma história com sua assinatura, uma história com cenas quentes e picantes, mas com uma complexidade de sentimentos que vai se fundindo a história e enriquecendo-a cada vez mais. Quem a lê pela primeira vez pode achar que tudo se resume a sexo (ou talvez tenha sido só eu), mas, com o avançar da leitura percebemos nuances, o quanto um personagem precisa do outro e não só para tirar suas roupas. Neste volume dois conhecemos os fantasmas de Max que no primeiro livro era apenas o amigo babaca de Carter que não gostava da Kat, neste podemos entendê-lo, pode não justificar suas ações, mas a explicam.

Já sabemos que Sophie Jackson nos brindará com uma trilogia desses personagens o primeiro se focou em Carter e Kat, este segundo em Max e Grace além de nos brindar com o lindo casamento de Carter e Kat. E lendo acho que já podemos perceber sobre quem será o terceiro livro.

E você já leu? Gostou? Já tem uma ideia de sobre quem será o terceiro? Conta para mim e vamos ver se chegamos a mesma conclusão.

Déborah Regina

 

Sorteio especial Loney

fb_img_1469031868442.jpg

Fala galera, tudo bom com vocês?

Quem é que estava com saudades dos sorteios do Blog? ein? hahaha Enquanto eu lia Loney, algumas pessoas me pediram sorteio do livro no IG, e eu resolvi atender as preces desses cristãos necessitados por essa obra prima chamada Loney. Então, cá estou eu para anunciar o sorteio de 1 exemplar dessa obra prima.

loneygrandeLoney – Andrew Michael Hurley

Sinopse – Quando os restos mortais de uma criança são descobertos durante uma tempestade de inverno numa extensão da sombria costa da Inglaterra conhecida como Loney, Smith é obrigado a confrontar acontecimentos terríveis e misteriosos ocorridos quarenta anos antes, quando ainda era criança e visitou o lugar.

À época, a mãe de Smith arrastou a família para aquela região numa peregrinação de Páscoa com o padre Bernard, cujo antecessor, Wilfred, morrera havia pouco tempo. Cabia ao jovem sacerdote liderar a comunidade até um antigo santuário, onde a obstinada sra. Smith crê que irá encontrar a cura para o filho mais velho, um garoto mudo e com problemas de aprendizagem.

O grupo se instala na Moorings, uma casa fria e antiga, repleta de segredos. O clima é hostil, os moradores do lugar, ameaçadores, e uma aura de mistério cerca os desconhecidos ocupantes de Coldbarrow, uma faixa de terra pouco acessível, diariamente alagada na alta da maré. A vida dos irmãos acaba se entrelaçando à dos excêntricos vizinhos com intensidade e complexidade tão imperativas quanto a fé que os levou ao Loney, e o que acontece a partir daí se torna um fardo que Smith carrega pelo resto da vida, a verdade que ele vai sustentar a qualquer preço.

Com personagens ricos e idiossincráticos, um cenário sombrio e a sensação de ameaça constante, Loney é uma leitura perturbadora e impossível de largar, que conquistou crítica e público. Uma história de suspense e horror gótico, ricamente inspirada na criação católica do autor, no folclore e na agressiva paisagem do noroeste inglês.


E para participar, basta seguir as regras a baixo. Regras do sorteio:

🍦 Seguir o blog;

🍦 Seguir o nosso perfil no Instagram (@literanews) e/ou curtir a fanpage do blog no Facebook (Icebookcream);

🍦 Comentar neste post informando e-mail para contato, comentar apenas uma (01) vez, comentários repetidos automaticamente serão desclassificados.

Informações e mais regras:

🍦O período para concorrer será de 27/07/2016 até o dia 12/08/2016;

🍦 Sorteio será realizado no dia 13/08/2016 e o resultado será divulgado no mesmo dia, através de post aqui no blog, na Fanpage do Facebook e pelo Instagram;

🍦 Cada comentário será correspondente a um número, conforme ordem dos comentários, números que usaremos para sortear via sites específicos de sorteio;

🍦 O livro será enviado pela própria editora Intrínseca, então é muito importante deixar o e-mail corretamente para contato, pois será através dele que iremos obter seus dados para envio do livro;

🍦 Será sorteado um (01) exemplar do livro Loney, correspondendo a um (01) único ganhador;

🍦 Se não obtivermos respostas após 24h do e-mail de contato com o vencedor, um novo sorteio será realizado;

🍦 Participantes deverão residir em território brasileiro;

🍦 Quaisquer dúvidas poderão ser esclarecidas diretamente conosco, através de e-mail para icebookcream@gmail.com ou via mensagem (inbox) na página do Facebook.


Então é isso pessoal, que a sorte esteja sempre a seu favor… _III_

Junior Cunha

 

Resenha – Garoto 21

Fala galera, tudo bom com vocês?

A resenha de hoje é do livro Garoto 21, do autor Matthew Quick. Acho que todos já devem conhecer pelo menos 1 livro do Quick, não é mesmo? Autor de O lado bom da vida, Perdão Leonard Peacock, Quase uma Rockstar e A sorte do agora, esse autor é simplesmente sensacional, logo mais explico o por que. Vamos a resenha?

untitledLivro: Garoto 21
Autor: Matthew Quick
Páginas: 272
Gênero: Ficção
Editora: Intrínseca
Nota: 🍦🍦🍦🍦🍦

Sinopse – Repetir um movimento várias e várias vezes ajuda a clarear a mente – uma lição que Finley aprendeu muito cedo, nas quadras de basquete. Numa cidade comandada pela violência do tráfico e da máfia irlandesa, vestir a camisa 21 e dar o sangue em quadra é sua válvula de escape.

Vinte e um também é o número da camisa de Russ, um gênio do basquete. Ou pelo menos era. Recém-chegado à cidade de Bellmont depois de ter a vida virada de cabeça para baixo por uma tragédia, a última coisa que ele quer é pegar de novo numa bola.

Russ está confuso, parece negar o que lhe aconteceu e agora se autointitula um alienígena de passagem pela Terra. Finley recebe a missão de ajudá-lo a se recuperar e, para isso, precisará convencê-lo a voltar a jogar, mesmo sob o risco de perder seu lugar como estrela do time.

Contra todas as probabilidades, Russ e Finley se tornam amigos e, por mais estranho que pareça, a presença de Russ poderá transformar a vida de Finley completamente. Uma emocionante história sobre esperança, amizade e redenção, com a prosa sensível e inteligente de Matthew Quick.

13321815_10154449253560579_8846195089407342095_n


Não é o o meu primeiro contato com os universos criados pelo autor Matthew Quick, analisando aqui, é o 4° livro do autor que eu leio – o meu primeiro contato com ele foi com o livro O lado bom da vida, depois li Perdão Leonard Peacock, depois li A sorte do agora – o único livro dele que eu não li ainda, foi o Quase uma rockstar (não li não sei por que, por que eu até tenho o livro ¬¬). Geralmente o Matthew cria um universo através de algum problema em que os personagens estejam passando e tenta de alguma forma ajudar esses personagens a superar isto.  Neste livro não se é diferente.

Em garoto 21, temos Finlay, um garoto muito fechado, retraído, que mora no subúrbio de Bellmont com o pai e o avô deficiente físico. Finlay sempre foi muito calado, e isso deriva-se de um trauma que ele sofreu ainda muito pequeno, e desde então passou a ouvir mais do que se expressar. Sua unica forma de expressão é através do basquete, e também é através do basquete que ele conhece Erin, sua então namorada. Ele não nasceu sabendo jogar basquete, como se fosse um dom de Deus dado a ele, mas sim, desde pequeno ele encontrou no basquete uma forma de se expressar, e de procurar melhorar a cada ano. Lógico que ele conta com a ajuda de sua namorada, que também joga basquete.

13417547_10154485588090579_8317503045969355527_n

O ultimo ano do colégio se aproxima, e com ele o inicio da temporada de basquete, então, tecnicamente, Finlay e Erin estão mega ansiosos para o inicio do ano, já que, se eles forem bons na temporada, conseguirão facilmente uma bolsa de estudos em uma universidade renomada, devido ao seus desempenhos na temporada. Um fato curioso em meio a todo esse lance de basquete, é a segregação racial que o autor aborda no livro. Finlay é um garoto branco, que joga em um time de basquete formado por 99% de pessoas negras. Logo mais pra frente vocês vai entender também o outro lado da questão da segregação.

Como Finlay é muito querido por seu treinador, e geralmente os treinadores são como um segundo pai para seu time, o treinador pede a ajuda dele para lidar com um “problema” que surgiu, e que só em Finlay, é que o treinador pode confiar. O “problema” é que recentemente, Russ, que é neto de um casal de amigos do treinador, perdeu os pais em um acidente de carro, e desde então o garoto que antes era o astro do basquete em sua escola, não joga mais, e desde então acredita que é um ser que veio do espaço e se auto denomina de Garoto 21. A outra parte da segregação racial que mencionei mais acima é que, Russ é um garoto negro que sempre jogou em um time composto por 99% brancos.

13557773_10154536314985579_3912110181271823148_n

É bem raro ver uma amizade entre garotos brancos e negros em Bellmont. Talvez isso seja intransigente demais da minha parte, mas descobri que ser intransigente, às vezes, torna a vida mais fácil para todos. (p.41)

E é ai que o Quick como sempre entra para discutir esses temas relevantes na nossa sociedade e que sempre geram um série de questionamentos. Outro fato abordado pelo autor no livro é a questão da classe social. Russ é herdeiro de uma boa grana, ser posto a estudar em uma escola pública, com pessoas “inferiores” a sua classe social que ele está acostumado a se envolver. A partir de todas essas questões, Matthew Quick elabora uma narrativa forte e intensa, que como todos os livros dele, se torna uma leitura simples, leve e rápida.

13321812_10154459183625579_4978447119799307519_n


Eu como sempre, rasgo elogios ao Matthew Quick, por que é simplesmente impossível se decepcionar com as histórias criadas por ele. Todo livro dele é a mesma sensação de que algo irá te surpreender no final, e como sempre, isso de fato acontece. A forma como ele constrói todo o enredo, e como se dá o desfecho da narrativa já é meio que sua marca registrada de construir suas histórias, e com esse livro não podia ser diferente. Só posso dizer que amei, e mais que recomendo.

Junior Cunha

Resenha – As Provações de Apolo

Fala galera, tudo bom com vocês?

CAPA_OraculoOculto_WEBLivro: As provações de Apolo
Autor: Rick Riordan
Páginas: 320
Gênero: Ficção
Editora: Intrínseca
Nota: 🍦🍦🍦🍦🍦

Sinopse – Como você pune um deus imortal? Transformando-o em humano, claro! Depois de despertar a fúria de Zeus por causa da guerra com Gaia, Apolo é expulso do Olimpo e vai parar na Terra, mais precisamente em uma caçamba de lixo em um beco sujo de Nova York. Fraco e desorientado, ele agora é Lester Papadopoulos, um adolescente mortal com cabelo encaracolado, espinhas e sem abdome tanquinho. Sem seus poderes, a divindade de quatro mil anos terá que descobrir como sobreviver no mundo moderno e o que fazer para cair novamente nas graças de Zeus.

O problema é que isso não vai ser tão fácil. Apolo tem inimigos para todos os gostos: deuses, monstros e até mortais. Com a ajuda de Meg McCaffrey, uma semideusa sem-teto e maltrapilha, e Percy Jackson, ele chega ao Acampamento Meio-Sangue em busca de ajuda, mas acaba se deparando com ainda mais problemas. Vários semideuses estão desaparecidos e o Oráculo de Delfos, a fonte de profecias, está na mais completa escuridão.


Para quem leu a saga Heróis do Olimpo vimos que o deus Apolo foi responsabilizado por umas coisinhas básicas que para variar quase destruíram o mundo. Se ele de fato deve levar a culpa é algo que alguns (leitores e deuses) duvidam, mas quem vai questionar Zeus não é? Zeus acha que ele é culpado então deve ser punido e como se pune um deus todo poderoso? Transforma-o em mortal.

13680886_10154567557810579_9162199688522963316_n

Apolo foi jogado na terra sem poderes, dignidade (porque ele tinha que cair em uma lixeira?) e sua bela aparência. Ele agora é Lester Papadopoulos um adolescente com espinhas e sem barriga tanquinho, ah e claro sem poderes. Apolo toma uma bela surra de dois meninos de rua é salvo por Meg, uma semideusa de origem desconhecida. Apolo já foi mortal outras duas vezes, logo ele sabe o que fazer:

“Normalmente, Zeus exige que eu trabalhe como escravo para algum semideus importante. (…) Faço as tarefas que meu novo mestre exigir por alguns anos. Desde que eu me comporte, recebo permissão para voltar ao Olimpo. (p. 27)”

Meg convoca os serviços de Apolo e juntos vão a busca de alguém para situar Apolo no que está acontecendo. Quem será? Quem resolve os problemas dos deuses? Tcharam ele mesmo: Percy Jackson! Mas, desta vez Percy não poderá ser o herói da história, mas promete leva-los ao acampamento meio-sangue:

“Perdi boa parte do meu segundo ano na escola por causa da guerra com Gaia. Passei o outono inteiro tentando recuperar as matérias atrasadas. Se eu quiser ir para a faculdade com Annabeth no outono que vem, tenho que ficar longe de problemas e conseguir meu diploma. (p. 43)”.

Apolo está com uma falha de memória, aparentemente ele passou seis meses em órbita e sua mente está um pouco confusa, seu arqui-inimigo a poderosa Piton está de volta e retomou o oráculo de Delfos, sem oráculo, não há profecias, sem profecias não há missões para semideuses, inclusive alguma missão para salvar o oráculo. Apolo terá muito o que fazer, sumiços aconteceram no acampamento, as comunicações estão falhas desde telefone às famosas mensagens de íris, o que está acontecendo? E qual o papel de Apolo nisso tudo?

13620287_10154543309485579_4284374352600846226_n

Rick Riordan nos traz o mundo dos semideuses novamente, com uma narrativa do ponto de vista de Apolo, podemos perceber o quanto a divindade sobe à cabeça de uma pessoa. Apolo é convencido, quer ser adorado e amado sem nem levantar um dedo, e nesta jornada podemos perceber o quanto a convivência com semideuses incluindo seus filhos pode mudar seu modo de pensar, ou pelo menos parte dele. Descobrimos o que aconteceu após Sangue do Olimpo com alguns semideuses que já conhecemos e passamos a ter contatos com outros.

As Provações de Apolo vem com a linguagem simples e irreverente que são características do nosso querido tio Rick Riordan, com ação, com aventura, com risadas e reflexões. Sou suspeita para falar, mas super recomendo a leitura, ainda mais para quem é fã da história de Percy Jackson e se encanta com o mundo criado pelo autor que insere mitologia grega nos dias atuais.

Déborah Regina

LANÇAMENTOS ARQUEIRO DO MÊS DE JULHO #2016

Fala galera, tudo bom com vocês?

Hoje iremos conhecer os lançamentos do mês de Julho da editora Arqueiro❤ São 7 lançamentos maravilhosos, então vamos aos lançamentos.

oeternonamorado_capaweb.jpg.200x300_q85_upscaleO eterno namorado – Nora Roberts

Sinopse – A única coisa que Owen jamais previu foi o efeito que Avery MacTavish teria sobre ele. A proprietária da pizzaria em frente à pousada sempre foi amiga da família e agora, enquanto vê em primeira mão a fantástica reforma pela qual o lugar está passando, também observa a mudança gradativa de seus sentimentos por Owen.

Os dois foram namorados de infância, e desde então tinham estado bem distantes dos pensamentos um do outro. O desejo que começa a surgir entre eles, porém, não tem nada de inocente e é impossível de ignorar.

Enquanto Owen e Avery decidem se render à paixão e levar seu relacionamento a um nível mais sério, a inauguração da pousada se aproxima e dá a toda a cidade um motivo para comemorar. Mas quando os traumas do passado de Avery batem à porta e a impedem de se entregar, Owen sabe que seu trabalho está longe de terminar. Agora ele precisa convencê-la a baixar a guarda e perceber que aquele que foi seu primeiro amor pode também ser seu eterno namorado.


9788580415773_2.png.200x300_q85_upscalePara sempre minha – Abbi Glines

Sinopse – Alguns dos jovens de Rosemary Beach consideram Tripp Newark um herói. Há oito anos, ele abandonou uma vida meticulosamente planejada pelos pais para conquistar a independência. Pilotando sua Harley, Tripp desapareceu da cidade para viajar pelo mundo. E essa decisão o fez perder muito mais do que os milhões que herdaria.

Bethy Lowry está vivendo o pior momento de sua vida. Há um ano e meio, Jace, seu namorado, morreu afogado ao salvá-la de uma forte correnteza. Sofrendo um período turbulento e ainda consumida pela culpa, ela vive sua rotina de maneira automática, com a certeza de que nunca mais voltará a amar.

No entanto, sua vida está prestes a mudar. Quando tinha apenas 16 anos, Bethy teve um tórrido romance com Tripp, que é primo de Jace. Esse segredo continuaria enterrado para sempre se não fosse por um detalhe: Tripp Newark está de volta e determinado a reconquistá-la.

Na série Perfeição, você conheceu o anjo da guarda de Della e sentiu a dor da perda de Bethy. Agora, Abbi Glines reúne esse surpreendente casal para mostrar que nunca é tarde demais para reviver uma paixão.


9788580415599.jpg.200x300_q85_upscaleA longa e sombria hora do chá da alma – Douglas Adams

Sinopse – Kate Schechter devia ter prestado atenção aos avisos que o universo tentava lhe dar. No aeroporto de Heathrow, prestes a embarcar para a Noruega, a americana pensa em todos os sinais que lhe diziam para não fazer aquela viagem. Ainda assim, ela não está nem um pouco preparada para a explosão do balcão de check-in, que destrói parte do terminal.

Enquanto isso, no norte de Londres, o detetive Dirk Gently está no fundo do poço: sem dinheiro, vive de bicos como quiromante numa tendinha. Refletindo sobre seu fracasso, ele lembra de repente que, na verdade, tem um cliente e está absurdamente atrasado para o encontro aquela manhã.

Porém, o investigador chega tarde demais. Sentindo-se culpado pela sina do homem, ele resolve mais uma vez fazer uso da interconexão de todas as coisas e vê uma ligação do seu caso com os estranhos eventos no aeroporto.

Abrindo caminho em meio aos elementos mais absurdos, Dirk se depara com uma máquina de refrigerante que aparece nos lugares mais improváveis, uma águia hostil que insiste em atacá-lo, um hospital sinistro para casos exóticos, horóscopos insultuosos e uma calculadora de I Ching.

Neste delicioso livro que dá continuação à série de Dirk Gently, o leitor se surpreenderá ao observar como todas as peças do quebra-cabeça se encaixam para formar uma trama genial e hilária.


pecadosnoinverno_capaweb.jpg.200x300_q85_upscalePecados no inverno – Lisa Kleypas

Sinopse – Do quarteto de amigas, Evangeline Jenner é certamente a mais tímida. E se tornará a mais rica quando receber a herança de seu pai, acamado com tuberculose. Mas Evie não se importa com o dinheiro. Tudo o que deseja é estar ao lado do pai em seus últimos dias.

Porém isso só será possível se ela puder escapar da casa dos tios que a criaram. E, para isso, sua única alternativa é casar-se – e rápido. Assim, ela foge no meio da noite para a casa do devasso lorde St. Vincent e lhe propõe casamento em troca de poder cuidar do pai.

Para um aristocrata que precisa de dinheiro, essa é uma excelente proposta. Afinal, é difícil conquistar uma moça rica e solteira quando se tem a reputação de Sebastian – trinta segundos a sós com ele arruinariam o bom nome de qualquer donzela.

Mas há uma condição na proposta de Evie: uma vez consumado o casamento, eles nunca mais dormirão juntos. Ela não será mais uma mulher descartada por ele com o coração partido. Se Sebastian realmente a deseja em sua cama, terá que se esforçar mais em sua sedução… ou entregar seu coração pela primeira vez na vida.

Neste terceiro livro da série As Quatro Estações do Amor, Lisa Kleypas nos apresenta o relacionamento de duas pessoas muito diferentes, mas igualmente obstinadas. E dessa relação tão peculiar pode nascer um desejo impossível de conter e um sentimento forte demais para esconder. Quem disse que os cafajestes não podem amar?


9788580415896.jpg.200x300_q85_upscaleApenas um garoto – Bill Konigsberg

Sinopse – Rafe saiu do armário aos 13 anos e nunca sofreu bullying. Mas está cansado de ser rotulado como o garoto gay, o porta-voz de uma causa.

Por isso ele decide entrar numa escola só para meninos em outro estado e manter sua orientação sexual em segredo: não com o objetivo de voltar para o armário e sim para nascer de novo, como uma folha em branco.

O plano funciona no início, e ele chega até a fazer parte do grupo dos atletas e do time de futebol. Mas as coisas se complicam quando ele percebe que está se apaixonando por um de seus novos amigos héteros.


9788580416039.jpg.200x300_q85_upscale (1)Outlander – A viajante do tempo – Diana Gabaldon

Sinopse – Em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, a enfermeira Claire Randall volta para os braços do marido, com quem desfruta uma segunda lua de mel em Inverness, nas Ilhas Britânicas. Durante a viagem, ela é atraída para um antigo círculo de pedras, no qual testemunha rituais misteriosos. Dias depois, quando resolve retornar ao local, algo inexplicável acontece: de repente se vê no ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros.

Tão logo percebe que foi arrastada para o passado por forças que não compreende, Claire precisa enfrentar intrigas e perigos que podem ameaçar a sua vida e partir o seu coração. Ao conhecer Jamie, um jovem guerreiro das Terras Altas, sente-se cada vez mais dividida entre a fidelidade ao marido e o desejo pelo escocês. Será ela capaz de resistir a uma paixão arrebatadora e regressar ao presente?


9788580415858.jpg.200x300_q85_upscaleVeneno – Mia Sheridan

Sinopse – Grace Hamilton tem 23 anos e é estudante de direito. Após as dificuldades
enfrentadas na infância, ela faz de tudo para não decepcionar o pai, segue todas as regras, é dedicada e cheia de planos. Porém, após viajar para uma conferência de direito em Las Vegas e conhecer Carson Stinger, ela começa a repensar a vida.

Sexy e impulsivo, Carson é um ator que gosta de curtir o momento e nunca se apegou a ninguém. Mas isso muda quando seu caminho cruza com o de Grace, uma universitária certinha e diferente de todas as mulheres que ele já conheceu.

Ao longo de um fim de semana inesquecível, eles superam os próprios preconceitos e se entregam ao desejo. Pela primeira vez na vida, Grace se permite quebrar as regras e Carson se deixa envolver de verdade. Quando se despedem, nenhum dos dois é mais o mesmo, mas ambos têm certeza de que jamais voltarão a se ver.

Contudo, anos depois eles estão de novo frente a frente: ele, apoiando o
amigo acusado de homicídio; ela, sendo a promotora encarregada do caso. Mais uma vez a chama da paixão se acende em Carson e Grace e as circunstâncias parecem afastá-los. Se a vida nem sempre pode ser planejada, será que o acaso conseguirá ajudá-los a ficar juntos?


Então é isso pessoal, espero que vocês tenham gostado dos lançamentos tanto quanto eu, semana que vem tem os lançamentos da editora Sextante, que vou logo avisando… estão tão maravilhosos quanto esses. Abraços.

Junior Cunha

Dia do Amigo

Hoje é o dia do Amigo, ai que tudo!!! Quem não tem aquela amigo(a) de fé irmão camarada? (se você não tem, me liga que adoooro amigos).

Hoje vamos ver algumas das amizades literárias que nos inspiram e amamos.

🍦 Harry, Rony e Hermione (Harry Potter – J. K. Rowling)

Harry Potter

Eu não poderia não começar falando deles, o trio de bruxos que conquistou milhares de fãs, sou Potterhead de paixão.

Harry encontrou em Rony e Hermione os amigos que não teve durante sua infância com os Dursley e juntos enfrentam vários desafios, batalhas, enigmas além do cotidiano escolar, como J. K. Rowling mesmo disse: “Há coisas que não se pode fazer junto sem acabar gostando um do outro, e derrubar um trasgo montanhês de quase quatro metros de altura é uma dessas coisas.” um dos melhores exemplos de amizade verdadeira que encontramos na literatura, visto que as poucas vezes que se separaram causou sofrimento em todos.

🍦 Katniss Everdeen e Gale (Jogos vorazes – Suzanne Collins)

katniss.jpg

Katniss teve que aprender cedo a ter responsabilidades, com a morte do pai e a depressão da mãe, ela tomou para si a responsabilidade de cuidar da casa e da irmã mais nova. encontrou em Gale um amigo, um apoio, pois como irmão mais velho ele compreendia as responsabilidades que ela tinha, ambos tinha na floresta seu lugar especial, onde poderiam ser e falarem o que quiserem sem medo de represálias. Juntos lutaram em busca de um mundo melhor. Muita gente passou a trilogia inteira implorando para que Katniss tirasse Gale da Friendzone.

🍦 Percy Jackson, Annabeth Chase e Grover (Percy Jackson – Rick Riordan)

triopercyjackson

Percy passou a vida tendo apenas sua mãe e um padrasto mal cheiroso por companhia, até que na Academia Yancy faz amizade com Grover, um menino tímido e nervoso que vive sendo atormentado pelos garotos mais velhos, até que a vida inteira de Percy muda e percebe que Grover não é bem como ele pensava, é seu protetor e é capaz de dar a vida para salvar a de Percy, após escoltado para o acampamento Meio Sangue, Percy encontra Annabeth Chase, filha de Atena, logo, muito inteligente e estratégica, chegando ao ponto até de usá-lo com isca em um jogo.

Percy, Annabeth e Grover vivem muitas aventuras, Annabeth com seu amor pela arquitetura, Grover com seu amor pela natureza e Percy com seu amor pela família. Juntos são capazes de enfrentar qualquer deus que se meta em seu caminho.

🍦 Frodo e Sam (Senhor dos Anéis – J. R. R. Tolkien)

frodo

Não podia deixar de falar de Frodo e Sam, mas assumo que tenho medo de não fazer jus, então apelei para uma amiga que é super fã da série, obrigada Raquel Brandão.

Quando Frodo se vê sujeito a sair do seu querido condado para se aventurar em lugares desconhecidos e cheios de perigos para destruir o anel de poder que pertence a ninguém menos que Sauron o Senhor do Escuro, sua jornada parece praticamente impossível de ser realizada com êxito. No entanto um personagem de extrema importância o acompanha, Samwise Gamgee, o nosso querido Sam.

A história de amizade de Frodo  e Sam é sem dúvida uma das mais bonitas. Todas as dificuldades que eles passaram juntos, mostra a importância de um amigo que te apoie  nos momentos difíceis e que te impulsione pra frente quando você já desistiu de seguir… Senão fosse pela amizade, parceria, garra e coragem de Sam, Frodo não teria chegado tão longe.

Déborah Regina e Junior Cunha (IceBookcream)

FB_IMG_1447009048103

Uma amizade que não está nos livros, mas começou por conta do amor em comum por eles, foi um acordo tácito:  Você gosta de livros e eu também é só o que interessa rsrsrsrs além de claro estarmos na mesma área (Geografia), eu na Licenciatura e ele no Bacharelado. Tempos depois surgiu o convite para resenhar aqui pelo blog e aqui estou. (adoooooooro)

Obs: Junior se encontra com 16 kg a menos nos dias atuais. Só pra constar mesmo rsrs.

E aí curtiram? qual amizade literária você mais gosta? comenta ai já aproveita e indica livros, porque nós aqui nem gostamos né. kkkkkkk😉

Déborah Regina 🍦🍦🍦

Loney – Personagens e a Relação entre os irmãos

Fala galera, tudo bom com vocês?

O post de hoje é a respeito do livro Loney, do autor Andrew Michael Hurley. Essa semana, a editora Intrínseca convidou todos os seus parceiros para a semana especial sobre o livro. Durante toda essa semana, estamos tendo posts a respeito do livro nos blogs parceiros da editora, e que vocês podem acompanhar tudo pelas redes sociais da editora.

Hoje vamos falar um pouco sobre os personagens e a relação entre os irmãos. Não vou me aprofundar muito, por isso resolvi falar de uma personagem em questão, e que de certa forma chama muita atenção no modo de agir e pensar.

A persongem é Esther, mãe do Smith e do Hanny. Esther é aquele tipo de mãe linha dura, que gosta de tudo certo e não permite erros. A gente percebe ao longo da narrativa que, por se tratar de uma narrativa que envolve o tema Religião, a personagem apresenta um carater bem rigido em tudo, inclusive na criação e modo de agir com os filhos. Ao envolver o tema religião, já imaginamos a a tmosfera que se cria. Temos uma pessoa extremamente religiosa e que não tolera nada que não esteja na Biblia.

“A essa altura, eu já sabia que o meu avô era uma desgraça que a ma mamãe gostava de manter debaixao do tapete junto com meu tio Ian, que vivia com outro homem em /hastings, e um primo de segundo grau que tinha se divorciado duas vezes.”

Já a relação dos irmãos é dada de forma bem sútil e atenciosa. Hunny sofre de um problema que o impede de falar, sendo que o irmão Smith é o que mais tem paciência e cuidado com o irmão. A mãe o trata de forma fria, e o que ela mais espera é que Deus aja na vida do garoto e que de alguma forma ele venha a poder falar, tanto é que ela faz com que o garoto faça jejum como forma de abstinência do mundo, se afastar e de certa forma ficar puro para receber o milagre de Deus. Amor, proteção, carinho e cuidado são as palavras que descrevem a relação entre os dois.

Então é isso pessoal, espero que tenham gostado do post de hoje, e fiquem ligados que amanhã provavelmente teremos mais.

Junior Cunha

LANÇAMENTOS INTRÍNSECA DO MÊS DE JULHO #2016

Fala galera, tudo bom com vocês?

Vamos aos lançamentos da sua, da minha, da nossa editora diva by maravilhosa – Intrínseca❤ AAAAEEEEEHHHHH são vários lançamentos maravilhosos que eu quero todos por que sim. Então vamos aos títulos…

CAPA_Pax_GPax – Sarah Pennypacker

Sinopse – Peter e sua raposa Pax são inseparáveis desde que ele a resgatou, órfã, ainda filhote. Um dia, o inimaginável acontece: o pai do menino vai servir na guerra, e o obriga a devolver Pax à natureza. Ao chegar à distante casa do avô, onde passará a morar, Peter reconhece que não está onde deveria: seu verdadeiro lugar é ao lado de Pax. Movido por amor, lealdade e culpa, ele parte em uma jornada solitária de quase quinhentos quilômetros para reencontrar sua raposa, apesar da guerra que se aproxima. Enquanto isso, mesmo sem desistir de esperar por seu menino, Pax embarca em suas próprias aventuras e descobertas.

Alternando perspectivas para mostrar os caminhos paralelos dos dois personagens centrais,Pax expõe o desenvolvimento do menino em sua tentativa de enfrentar a ferocidade herdada pelo pai, enquanto a raposa, domesticada, segue o caminho contrário, explorando sua natureza selvagem. Um romance atemporal e para todas as idades, que aborda relações familiares, a relação do homem com o meio ambiente e os perigos que carregamos dentro de nós mesmos.

Pax emociona o leitor desde a primeira página. Um mundo repleto de sentimentos em que natureza e humanidade se encontram numa história que celebra a lealdade e o amor.


untitledPó de lua nas noites em claro – Clarice Freire

Sinopse – Quando a noite fica mais escura e as ruas se calam, a maior parte das pessoas dorme e sonha. Algumas, porém, preferem o silêncio para sonhar acordadas. Clarice Freire, autora do best-seller Pó de lua, faz parte desse grupo. É nessa hora que costuma criar suas poesias e seus desenhos. Em seu segundo livro, Pó de lua nas noites em claro, ela vira a madrugada ao avesso em palavras e imagens, dedicando uma hora a cada capítulo, da meia-noite ao amanhecer. Além dos versos que conquistam o público desde 2013, quando foi criada a página Pó de lua no Facebook, Clarice alterna passagens em prosa e poesia, acompanhando sua personagem durante um longo e mágico passeio pela cidade quase deserta.

Com um humor delicado e muita sensibilidade, a autora desvenda a angústia e a alegria daqueles que preferem a noite ao dia. Sua personagem insone se rende ao desejo de sair da cama e andar pelas ruas em busca de si mesma. Descobre que não está sozinha. Os sentimentos e as lembranças ganham vida, e ela esbarra em personagens como um homem que vaga por viadutos, um vigia noturno e até um misterioso carteiro que lhe entrega correspondências às três da manhã. Com lápis de cor e tinta nanquim, Clarice ilumina a escuridão e continua fiel à missão de Pó de lua: diminuir a gravidade das coisas.


adultograndeO adulto – Gillian Flynn

Sinopse – Uma jovem ganha a vida praticando pequenas fraudes. Seu principal talento é a capacidade de dizer às pessoas exatamente o que elas querem ouvir, e sua mais recente ocupação consiste em se passar por vidente, oferecendo o serviço de leitura de aura para donas de casa ricas e tristes.

Certo dia, ela atende Susan Burke, que se mudou há pouco tempo para a cidade com o marido, o filho pequeno e o enteado adolescente. Experiente observadora do comportamento humano, a falsa sensitiva logo enxerga em Susan uma mulher desesperada por injetar um pouco de emoção em sua vida monótona e planeja tirar vantagem da situação.

No entanto, quando visita a impressionante mansão dos Burke, que Susan acredita ser a causa de seus problemas, e se depara com acontecimentos aterrorizantes, a jovem se convence de que há algo tenebroso à espreita. Agora, ela precisa descobrir onde o mal se esconde, e como escapar dele. Se é que há alguma chance.

Em seu estilo inconfundível que arrebatou milhares de fãs, Gillian Flynn traça surpreendentes e intrigantes perfis psicológicos dos personagens e tece uma narrativa repleta de suspense ao mesmo tempo em que brinca com elementos clássicos do sobrenatural.

Vencedor de um Edgar Award, O adulto é uma homenagem às clássicas histórias de terror.


CAPA_NavioDasNoivas_GO navio das noivas – JoJo Moyes

Sinope – Austrália, 1946. É terminada a Segunda Guerra Mundial, chega o momento de retomar a vida e apostar novamente no amor. Mais de seiscentas mulheres embarcam em um navio para encontrar os soldados ingleses com quem se casaram durante o conflito.

Em Sydney, Austrália, quatro mulheres com personalidades fortes partem em uma extraordinária viagem a bordo do HMS Victoria, um porta-aviões que as levará, junto de outras noivas, armas, aeronaves e mil oficiais da Marinha, até a distante Inglaterra. As regras no navio são rígidas, mas o destino que reuniu todos ali, homens e mulheres atravessando mares, será implacável ao entrelaçar e modificar para sempre suas vidas.

Com personagens únicas e uma narrativa tocante, Jojo Moyes conta uma história inesquecível que captura perfeitamente o espírito romântico e de aventura desse período da História, destacando a bravura de inúmeras mulheres que arriscaram tudo em busca de um sonho.

O navio das noivas foi inspirado na história da avó da autora, que fez a mesma travessia relatada no romance para reencontrar o marido no período pós-guerra, e cada capítulo traz citações não ficcionais de esposas e oficiais que viajaram nesses navios.


Capas DENTON LITTLE.cdrO dia da morte de Danton Little – Lance Rubin

Sinopse – Denton Little sabe em que dia vai morrer. É uma triste prerrogativa oferecida pelo governo: sempre que uma criança nasce, uma série de cálculos e exames é realizada para definir o dia exato em que ela vai morrer. O dia de Denton é amanhã.

O jovem de dezessete anos tinha um plano bem definido para seus últimos momentos: um café da manhã com muito bacon, uma corridinha para espairecer, uma maratona de filmes com o melhor amigo e finalmente perder a virgindade com a namorada. Só que nada sai como o esperado. Na véspera de sua morte, Denton acorda numa cama que não é a sua e com uma garota que não é a sua namorada. E esse foi só o começo dos acontecimentos bizarros e surpreendentes. Até seu último adeus, ele ainda terá que enfrentar crises de ciúme, triângulos amorosos, ressacas monumentais, manchas estranhas se espalhando pelo corpo e revelações bombásticas sobre sua mãe, já morta.

Divertido, sarcástico e sensível, O dia da morte de Denton Little é uma história sobre amor, amizade, escolhas e, principalmente, sobre encontrar respostas para perguntas que nem imaginávamos que nos faríamos um dia.


facadeaguagrandeFaca de Água – Paolo Bacigalupi

Sinopse – Os Estados Unidos são uma nação fragmentada e em guerra, devastada pelos efeitos das mudanças climáticas. Os estados de Nevada, Arizona e Califórnia disputam ferozmente um parco trecho do rio Colorado capaz abastecer minimamente suas comunidades, evitando que milhares de pessoas possam morrer de sede.

Quem detém a água detém o dinheiro, e há quem não se incomode em sentenciar cidades inteiras à destruição. Entre essas pessoas está Angel Velasquez, um mercenário de Las Vegas, que há anos manobra o uso das águas em favor dos bem-sucedidos empreendimentos imobiliários da empresária Catherine Case.

Ao surgirem rumores da existência de uma fonte de água na cidade de Phoenix, no Arizona, Angel é enviado para investigar. Com uma carteira repleta de identidades falsas e um carro turbinado, ele parte na busca por informações que parecem evaporar com o calor fulminante e opressivo. Em seu caminho surgem Lucy Monroe, jornalista destemida e contestadora, e Maria Villarosa, jovem imigrante do Texas que sonha em fugir para o norte, onde a água ainda cai do céu.

Phoenix ganha os holofotes, e a batalha pela água coloca a cidade em pleno colapso. Com o tempo se esgotando, a única esperança de sobrevivência dos três está em suas próprias mãos. Alguém terá de sangrar para que todos possa saciar sua sede.

Faca de água é um thriller futurista, mas nada improvável, que perpassa por questões econômicas, ambientais e éticas numa narrativa que extrapola o gênero, daquelas que se lê de uma tacada só e depois leva-se um longo tempo assimilando.


untitledBelgravia – Juliana Fellowes

Sinopse – Ambientada nos anos 1840, quando os altos escalões da sociedade londrina começam a conviver com a classe industrial emergente, e com um riquíssimo rol de personagens, a saga de Belgravia tem início na véspera da Batalha de Waterloo, em junho de 1815, no lendário baile oferecido em Bruxelas pela duquesa de Richmond em homenagem ao duque de Wellington.

Pouco antes de uma da manhã, os convidados são surpreendidos pela notícia de que Napoleão invadiu o país. O duque de Wellington precisa partir imediatamente com suas tropas. Muitos morrerão no campo de batalha ainda vestidos com os uniformes de gala.

No baile estão James e Anne Trenchard, um casal que fez fortuna com o comércio. Sua bela filha, Sophia, encanta os olhos de Edmund Bellasis, o herdeiro de uma das famílias mais proeminentes da Bretanha. Um único acontecimento nessa noite afetará drasticamente a vida de todos os envolvidos. Passados vinte e cinco anos, quando as duas famílias estão instaladas no recente bairro de Belgravia, as consequências daquele terrível episódio ainda são marcantes, e ficarão cada vez mais enredadas na intrincada teia de fofocas e intrigas que fervilham no interior das mansões da Belgrave Square.


otigrecapagrandeO tigre – John Vaillant

Sinopse – É dezembro de 1997, e um tigre devorador de gente espreita um vilarejo afastado no Extremo Oriente russo. A fera não apenas mata pessoas, ela as aniquila, devora por inteiro. Por isso um grupo de homens com cães de caça é enviado para persegui-la pela floresta densa e gélida. À medida que analisam os parcos restos mortais das vítimas do tigre, os rastreadores percebem algo impensável: os ataques não são aleatórios; fazem parte de uma vingança. Machucada, faminta e perigosíssima, a fera precisa ser detida antes que mais uma tragédia aconteça.

Escrito com maestria e muito bem embasado, O tigre recria os eventos acima descritos ao mesmo tempo em que traça um impressionante panorama de uma paisagem inóspita e gelada e de seus habitantes, que, assolados pela pobreza do pós-perestroika, recorrem à caça ilegal para sobreviver, quebrando o equilíbrio natural que por milênios, antes da colonização europeia, do desflorestamento e da matança sistemática dos animais, permitiu que humanos e tigres coexistissem no mesmo território.

A destreza e o talento de John Vaillant ao descrever o ameaçador tigre-siberiano, superpredador inteligentíssimo capaz de percorrer vastas extensões de florestas e montanhas, são magnetizantes. Uma narrativa envolvente sobre o embate homem versus natureza, com um desfecho apavorante no cenário extremo da taiga siberiana.


frente_Devil white city.inddO Demônio na cidade branca – Erik Larson

Sinopse – Assassinato, magia e loucura na feira que transformou os Estados Unidos

No final do século XIX os Estados Unidos eram uma nação jovem e orgulhosa, ávida por afirmar seu lugar entre as maiores potências mundiais. Nesse contexto, a Feira de Chicago de 1893 teve papel fundamental: com o objetivo de apresentar a maior e mais impressionante exposição de inovações científicas e tecnológicas já idealizada, coube ao arquiteto Daniel Burnham, famoso por projetar alguns dos edifícios mais conhecidos do mundo, a difícil tarefa de transformar uma área desolada em um lugar de magnífica beleza: a Cidade Branca. Reunindo as mais importantes mentes da época, Burnham enfrentou o mau clima, tragédias e o tempo escasso para construir a enorme estrutura da feira.

A poucas quadras dali, outro homem igualmente determinado, H. H. Holmes, estava às voltas com mais uma obra grandiosa, um prédio estranho e complexo. Nomeado Hotel da Feira Mundial, o lugar era na verdade um palácio de tortura, para o qual Holmes atraiu dezenas, talvez centenas de pessoas. Autor de crimes inimagináveis, ele ficou conhecido como possivelmente o primeiro serial killer da história americana.

Separados, os feitos de Burnham e Holmes são fascinantes por si só. Examinadas juntas, porém, suas histórias se tornam ainda mais impressionantes e oferecem uma poderosa metáfora das forças opostas que fizeram do século XX ao mesmo tempo um período de avanços monumentais e de crueldades imensuráveis. Combinando uma pesquisa meticulosa com a narrativa envolvente que lhe é característica, Erik Larson escreveu um suspense arrebatador, que se torna ainda mais assustador por retratar acontecimentos reais.


E ai, gostaram dos lançamentos desse mês de julho, da editora Intrínseca? Eu sou meio suspeito para falar, não é mesmo kkk – eu sempre amo os lançamentos da editora, e vocês já devem estar cansados de saber que a intrínseca é a minha editora favorita da vida❤ (lógico que eu amo as demais, mas, Intrínseca foi meu primeiro amor❤ rsrs). Então é isso pessoal, espero que tenham gostado dos lançamentos, e até o proximo post, que se Deus quiser, e em nome de Inês brasil, será uma resenha. Falou!

inesbrasil-vert

Junior Cunha Brasil – “Vamo Fazer o quê?”